Projeto Filhos da Terra é selecionado para campanha de financiamento coletivo

Colabore para construção de um ambiente educativo game para jovens, com informações e emoções sobre os mestres e as festas da cultura popular brasileira!


O projeto Filhos da Terra é um sonho que pretende semear e valorizar as festas e os mestres da nossa cultura popular! E para isso, queremos construir um ambiente gamificado e educativo para os jovens, com informações e emoções sobre as celebrações da cultura popular brasileira. E agora, você também pode fazer parte desse sonho e tentar viabilizá-lo através do edital Matchfunding BNDES+. Um financiamento coletivo que testa produtos e serviços e ajuda a viabilizar ideias. Para cada real doado pelos nossos colaboradores, a organização parceira, neste caso o BNDES, coloca mais dois reais, triplicando os recursos até atingir a primeira meta de R$25.000,00. Mas, a regra é na base do tudo ou nada. Ou seja, se a meta não for atingida, o valor arrecadado é devolvido aos colaboradores. Portanto, precisamos contar com a participação de todos e passar essa ideia adiante, criando uma grande rede de apoio em prol da cultura brasileira.

O “Filhos da Terra” teve início em 2015, como uma busca da compreensão coletiva dos bens culturais imateriais das diferentes regiões do Brasil: sudeste, sul, centro-oeste, norte e nordeste. Com seus bens, natureza, costumes, jeitos, vestimentas e festas, que formam a diversidade da cultura desse país continental. Finalista do prêmio Rodrigo Melo Franco do Iphan, idealizado pelo fotógrafo Eraldo Peres e realizado pelo Coletivo Lente Cultural, o projeto nasceu com o intuito de pesquisar e fazer uma documentação audiovisual, através de fotos e vídeos documentais, gerando conhecimento e conscientizando sobre a importância desse patrimônio vivo o que, sem dúvida, enriquece o sentimento de identidade e brasilidade de manifestações culturais que, muitas vezes, são colocadas à margem do reconhecimento.


“Nós que somos “Filhos da Terra” queremos apresentar nossa cultura, preservar nossos conhecimentos, celebrar nossos mestres e valorizar nossas tradições”, afirma Eraldo.

Uma proposta que busca contribuir para a educação, construir pontes para um novo futuro, aproximar grupos e lançar um olhar atencioso e carinhoso sobre o nosso patrimônio cultural. E esse é o momento de somar colaborando com a nossa campanha de financiamento coletivo e juntos, avançarmos na divulgação e valorização do nosso patrimônio cultural.

Fotografia do Grupo de Congada Mamãe do Rosário de Catalão, Goiás, Brasil.
Grupo de Congada Mamãe do Rosário - Catalão/Goiás/Brasil.

O Projeto

Com roteiros livremente inspirados nos “Brasis”, do antropólogo Darcy Ribeiro, Filhos da Terra apresenta o dia a dia dos brincantes e mestres de festas remanescentes tais como: Irmandades do Rosário, Congada, Catalão/GO; Cultura Açoriana, Enseada do Brito, Palhoça/SC; Santo Daime, Céu do Mapiá/AM; Marujada, Bragança/PA; Maracatu Rural, Nazaré da Mata/PE; Comitiva Pantaneira, Corumbá/MS; Vale do Amanhecer, Planaltina/DF, construindo uma cartografia desse patrimônio imaterial brasileiro.


O Elex Miguel Adão é um dos 12 diretores do Maracatu de Baque Solto “Águia Misteriosa”, da zona da mata pernambucana. Ele acredita que esse projeto é de extrema importância para mostrar o trabalho desses grupos desde a montagem, confecção de fantasias e adereços até chegar o grande dia de se apresentar no domingo de carnaval. “As lentes do projeto “Filhos da Terra” mostra os bastidores e todo o processo para chegar ao dia da apresentação, com maior visibilidade, além da fronteira do nosso estado, nos apresentando para o Brasil e para o mundo.


Com isso, não é só o Águia Misteriosa que está sendo representado, e sim os mais de 115 grupos de maracatu de raiz que, apesar de ser uma cultura centenária, muitas vezes não é reconhecida fora da sua região, afirma Elex.

A opinião do goiano Matheus Henrique, 2º capitão do grupo de congado, “Moçambique Mamãe do Rosário”, um dos mais antigos e tradicionais da cidade de Catalão, Goiás, coincide com o pensamento do Elex sobre esse projeto. E ele faz questão de afirmar que, o “Filhos da Terra” é de grande valor para quem faz parte da cultura popular brasileira, seja ela religiosa ou folclórica. “Me sinto honrado em participar desse projeto representando o meu povo e minhas tradições”, diz Matheus.

Construindo Redes Essa nova fase do projeto visa contribuir para a educação e apresentar aos jovens essa diversidade étnica e cultural. Portanto, levar essas manifestações para o ambiente digital online e gamificado, criando uma Plataforma Rede Cultura Game, com distribuição de conteúdos multimídias como: cadernos de cultura com fotos e documentários em vídeo, entre outros conteúdos, promove a educação patrimonial e possibilita uma maior interatividade dessa geração mais nova com grupos, mestres e brincantes da nossa cultura popular. Esses conteúdos estarão disponibilizados com uma licença creative commons, podendo ser visualizados e compartilhados para fins educacionais e de pesquisa.

Como colaborar?

Para participar e ser um colaborador do projeto através do matchfunding, basta entrar na página do projeto na plataforma, benfeitoria.com/filhosdaterra, e doar o valor que puder. Recompensas especiais serão dadas, como forma de agradecer os apoiadores de acordo com a doação de cada um. E cada doação tem sua recompensa, que vai desde imãs de geladeira e canecas personalizadas com fotografias exclusivas do projeto, adereços usados por grupos folclóricos ou atém mesmo lives interativas com os Mestres do Maracatu, Congada, entre outras manifestações culturais.

Qualquer valor será bem-vindo. Além disso, você também pode contribuir sendo um embaixador e parceiro do projeto, compartilhando essa ideia nas suas redes socais e, dessa forma, nos ajudar a divulgar o “Filhos da Terra”. Seremos eternamente gratos em nome da cultura popular brasileira.

Redes sociais do Projeto Filhos da Terra

Facebook.com/filhosdaterraprojeto

Instagram.com/filhosdaterracultura


Serviço

Campanha de Financiamento Coletivo - Filhos da Terra

Matchfunding BNDES+ - www.benfeitoria.com/filhosdaterra

Data: de 17 de maio a 16 de junho

Assessoria de Imprensa

Tátika Comunicação e Produção: Kátia Turra (61) 992247294

33 visualizações0 comentário
selo site.png

Projeto Finalista

PRÊMIO RODRIGO

MELO FRANCO

IPHAN - 2019