Projeto Filhos da Terra é selecionado para campanha de financiamento coletivo

Colabore para construção de um ambiente educativo game para jovens, com informações e emoções sobre os mestres e as festas da cultura popular brasileira!


O projeto Filhos da Terra é um sonho que pretende semear e valorizar as festas e os mestres da nossa cultura popular! E para isso, queremos construir um ambiente gamificado e educativo para os jovens, com informações e emoções sobre as celebrações da cultura popular brasileira. E agora, você também pode fazer parte desse sonho e tentar viabilizá-lo através do edital Matchfunding BNDES+. Um financiamento coletivo que testa produtos e serviços e ajuda a viabilizar ideias. Para cada real doado pelos nossos colaboradores, a organização parceira, neste caso o BNDES, coloca mais dois reais, triplicando os recursos até atingir a primeira meta de R$25.000,00. Mas, a regra é na base do tudo ou nada. Ou seja, se a meta não for atingida, o valor arrecadado é devolvido aos colaboradores. Portanto, precisamos contar com a participação de todos e passar essa ideia adiante, criando uma grande rede de apoio em prol da cultura brasileira.

O “Filhos da Terra” teve início em 2015, como uma busca da compreensão coletiva dos bens culturais imateriais das diferentes regiões do Brasil: sudeste, sul, centro-oeste, norte e nordeste. Com seus bens, natureza, costumes, jeitos, vestimentas e festas, que formam a diversidade da cultura desse país continental. Finalista do prêmio Rodrigo Melo Franco do Iphan, idealizado pelo fotógrafo Eraldo Peres e realizado pelo Coletivo Lente Cultural, o projeto nasceu com o intuito de pesquisar e fazer uma documentação audiovisual, através de fotos e vídeos documentais, gerando conhecimento e conscientizando sobre a importância desse patrimônio vivo o que, sem dúvida, enriquece o sentimento de identidade e brasilidade de manifestações culturais que, muitas vezes, são colocadas à margem do reconhecimento.


“Nós que somos “Filhos da Terra” queremos apresentar nossa cultura, preservar nossos conhecimentos, celebrar nossos mestres e valorizar nossas tradições”, afirma Eraldo.

Uma proposta que busca contribuir para a educação, construir pontes para um novo futuro, aproximar grupos e lançar um olhar atencioso e carinhoso sobre o nosso patrimônio cultural. E esse é o momento de somar colaborando com a nossa campanha de financiamento coletivo e juntos, avançarmos na divulgação e valorização do nosso patrimônio cultural.

Fotografia do Grupo de Congada Mamãe do Rosário de Catalão, Goiás, Brasil.
Grupo de Congada Mamãe do Rosário - Catalão/Goiás/Brasil.

O Projeto

Com roteiros livremente inspirados nos “Brasis”, do antropólogo Darcy Ribeiro, Filhos da Terra apresenta o dia a dia dos brincantes e mestres de festas remanescentes tais como: Irmandades do Rosário, Congada, Catalão/GO; Cultura Açoriana, Enseada do Brito, Palhoça/SC; Santo Daime, Céu do Mapiá/AM; Marujada, Bragança/PA; Maracatu Rural, Nazaré da Mata/PE; Comitiva Pantaneira, Corumbá/MS; Vale do Amanhecer, Planaltina/DF, construindo uma cartografia desse patrimônio imaterial brasileiro.


O Elex Miguel Adão é um dos 12 diretores do Maracatu de Baque Solto “Águia Misteriosa”, da zona da mata pernambucana. Ele acredita que esse projeto é de extrema importância para mostrar o trabalho desses grupos desde a