• Grey Facebook Icon
  • Grey YouTube Icon
  • Grey Instagram Icon

Realização / Execution

fotografia, photography, brasil, brazil, eraldo peres, cultura popular, etnofotografia, diversidade

Apresentação / Presentation

fotografia, photography, brasil, brazil, eraldo peres, cultura popular, etnofotografia, diversidade
fotografia, photography, brasil, brazil, eraldo peres, cultura popular, etnofotografia, diversidade

Política de Privacidade

As informações de cadastro coletadas no site Filhos da Terra são utilizadas apenas para contatar o usuário sobre os serviços e/ou conteúdos no qual tenha manifestado interesse.

Fotografia brasileira, diversidade cultural, eraldo peres

Fale Conosco

Fone

55 61 3963-5119 / 9 9333-1691

Endereço

CLSW Quadra 103 - Bloco A - Loja 37 - Ed. Rhodes Center II - Sudoeste - Brasília/DF - CEP. 70.670-521

Direitos Autorais

Todo o conteúdo do site Filhos da Terra está licenciado sob a Licença Creative Commons - Não comercial e Sem derivações 4.0 Internacional.

  • Equipe

Festa religiosa de iniciativa popular vira patrimônio imaterial de Teresina

O prefeito Firmino Filho sancionou a Lei Municipal nº 5.394, que reconhece a Festa para São Jorge, realizada anualmente no dia 23 de abril por Marília Gomes de Oliveira, como Patrimônio Histórico, Cultural, Religioso e Imaterial do Município.


A festa começou com uma devoção pessoal de Marília Gomes de Oliveira, que afirma ter conquistado muitas graças por intercessão do santo. Após morar fora de Teresina por um tempo, de volta à terra natal, Marília fez a primeira edição da Festa para São Jorge na capital piauiense, nos moldes que participava no Rio de Janeiro: com orações, mas também com feijoada e roda de samba.


Apesar de iniciada há pouco tempo, a Festa para São Jorge movimenta um grande número de pessoas. Na primeira edição, foram cerca de 700 participantes. A quarta e última edição, em abril de 2019, contou com mais de 1.500 participantes.


“A minha vida toda eu fui educada na fé e no respeito. Conheci a história de São Jorge e comecei a devoção a ele, por seu exemplo. Quando voltei a morar em Teresina, resolvi agradecer todas as bênçãos recebidas por intercessão de São Jorge fazendo uma festa para ele. E foi realmente uma festa! A primeira edição, para minha surpresa, teve umas 700 pessoas. Gente que eu nem conhecia. A festa foi se espalhando, crescendo. Os devotos de São Jorge foram se encontrando e se dando as mãos e a festa foi ficando maior a cada ano”, conta Marília Gomes de Oliveira.


A idealizadora da Festa para São Jorge comenta também como a festa é organizada e destaca sua importância. “É uma festa linda! Temos a parte religiosa, com a celebração, a entrada de São Jorge, a procissão e depois a gente se confraterniza com música e feijoada. Agora, com esse reconhecimento a uma festa totalmente feita pelos cidadãos teresinenses, eu tenho certeza de que a devoção a São Jorge crescerá ainda mais na nossa cidade.


Penso que a reunião de pessoas em oração, em qualquer religião, só pode benéfico para todos, porque gera uma energia positiva, uma emanação de amor. Essa é uma vitória de São Jorge”, finaliza.



2 visualizações
selo site.png

Projeto Finalista

PRÊMIO RODRIGO

MELO FRANCO

IPHAN - 2019